Notícias


 

Aumento do milho pode elevar demanda por etanol brasileiro, diz 'WSJ'

14/04/08 às 09:17

 

Os produtores brasileiros de etanol estão vendo uma "janela de oportunidade" para aumentar suas exportações, por causa da pressão sofrida pelos produtores americanos de etanol com a elevação dos preços do milho, segundo afirma reportagem publicada nesta segunda-feira pelo diário americano The Wall Street Journal. O etanol brasileiro é fabricado a partir da cana-de-açúcar e sua produção é mais barata que a do etanol americano, feito a partir do milho.

Segundo o jornal, uma das razões para o possível aumento das exportações brasileiras de etanol é a safra recorde de cana-de-açúcar no Brasil, "facilmente ultrapassando as 500 milhões de toneladas, segundo analistas". "Este volume, e os estimados 20 bilhões de litros ou mais de etanol que serão produzidos a partir disso, empurrarão os preços do etanol brasileiro para baixo", observa a reportagem.

Lucro

Segundo o jornal, os preços do álcool brasileiro no atacado estão em cerca de US$ 1,64 por galão, enquanto que o etanol americano é vendido por US$ 2,55 o galão. "Mesmo com uma tarifa de importação de 54 cents imposta sobre o etanol brasileiro, seu preço ficaria em US$ 2,18 o galão", diz o texto.

Por outro lado, comenta o jornal, os altos preços do milho "significam que os produtores de etanol americanos terão uma pequena margem de lucro ou nenhum lucro". "Os preços do milho dispararam após o Departamento de Agricultura dos Estados Unidos ter relatado uma queda de 8% no cultivo estimado de milho para esta safra", diz o Wall Street Journal.

BBC Brasil

Home | Voltar



Nos acompanhe nas Redes Sociais

 

 

Sistema FIEMT / IEL - Instituto Euvaldo Lodi - Mato Grosso
Av. Historiador Rubens de Mendonça, 4193 - Centro Político Administrativo
Cuiabá-MT - CEP: 78049-940 - Telefone: (65) 3611-1514 - FAX: (65) 3644-1757