Notícias


 

Finep anuncia R$ 241 milhões para financiar empresas inovadoras

04/12/08 às 08:31

 

A Finep (Financiadora de Estudos e Projetos) vai liberar R$ 241 milhões, em um ano, a 2.015 empresas inovadoras que estão em fase nascente. Trata-se da primeira rodada de um projeto que, se atingir sua meta para os próximos quatro anos —beneficiar 5.400 empresas, com um investimento total de R$ 1,3 bilhão— será o maior da história da instituição.

O dinheiro será usado para estruturar planos de negócios e desenvolver novos produtos e serviços dos empreendimentos selecionados. "O objetivo é transformar idéias em novos negócios", afirma Eduardo Moreira da Costa, diretor de Inovação da Finep. "É para o empreendedor que tem uma boa idéia e não tinha o incentivo para arriscar. Vale tanto para estudantes como para profissionais."

Podem participar desde empresas que ainda não se constituíram até aquelas com dois anos de funcionamento. A Finep, ligada ao Ministério da Ciência e Tecnologia, assinou nesta quarta-feira convênio com 18 incubadoras-âncoras, que farão a seleção das empresas a serem beneficiadas.

O contrato tem valor total de R$ 249 milhões, sendo R$ 241,8 milhões como subvenção para as empresas inovadoras e R$ 7,2 milhões como remuneração para as incubadoras. Para particiar, os candidatos devem se informar nos sites das incubadoras da sua região (veja quadro ao lado).

Batizado de Prime (Programa Primeira Empresa Inovadora), a iniciativa já vinha sendo gestada antes da crise e não tem o objetivo de contrabalançar os problemas imediatos de crédito enfrentados por pequenas empresas. "Vamos gerar novas empresas que vão impulsionar o mercado. O efeito vai aparecer daqui a dois ou três anos", afirma Costa.

"Sair do bico"

Costa chama atenção para o fato de que muitas empresas pequenas nascem com idéias inovadoras, mas abandonam-nas por necessidade de sobrevivência de mercado. O programa dará suporte para que "as empresas em fase de 'bico' voltem a trabalhar na idéia original".

O diretor da Finep avalia que as empresas criadas com ajuda do Prime tendem a ficar mais preparadas que a média para, futuramente, receber "venture capital" (investimento privado em empresas pequenas ou médias com o objetivo de impulsionar determinado negócio).

A explicação é que as empresas beneficiadas pelo programa precisarão aprender a se organizar com regras de governança corporativa. O Prime inclui o treinamento dos empreendedores e dos administradores das empresas.

UOL Notícias

Home | Voltar



Nos acompanhe nas Redes Sociais

 

 

Sistema FIEMT / IEL - Instituto Euvaldo Lodi - Mato Grosso
Av. Historiador Rubens de Mendonça, 4193 - Centro Político Administrativo
Cuiabá-MT - CEP: 78049-940 - Telefone: (65) 3611-1514 - FAX: (65) 3644-1757